Presidente do STF faz lambança e fatia votação do impeachment

Senado decidirá se a presidente afastada, ainda que condenada, poderá ocupar cargo público. Nos bastidores, circula possibilidade de ‘acordão’

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que preside o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff, aceitou nesta quarta-feira recurso apresentado pelo Partido dos Trabalhadores e a Casa votará separadamente a condenação de Dilma por crimes de responsabilidade e sua inelegibilidade por oito anos – consequência constitucional do impeachment. A decisão representa uma vitória para o PT.

Nos bastidores, circula a possibilidade de um acordão para cassar Dilma, mas manter seus direitos políticos.

Um senador (que preferiu ficar no anonimato, obviamente), resumiu:

Para alguns, diminui o peso na consciência. Ameniza a traição”.

O artigo 52 da Constituição estabelece que, no impeachment, aplica-se a “perda do cargo, com inabilitação, por oito anos, para o exercício de função pública, sem prejuízo das demais sanções judiciais cabíveis”, mas o PT apresentou um requerimento no plenário pedindo que os dois temas fossem apreciados separadamente.

A estratégia visa a preservar o direito de Dilma de disputar eleições e ocupar postos na administração pública mesmo se o Senado decidir por sua cassação.

O ex-presidente da República e senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) afirmou em plenário que, em seu caso, a inabilitação e a perda de mandato não foram julgados separadamente, mesmo com sua renúncia. Ele disse:

Agora, se quer dar uma interpretação fatiada à Constituição. É uma lembrança muito triste que eu trago, por ter me sentido muito vilipendiado”.

Em seguida, ele ressaltou que o plenário do Senado terá dificuldade de aplicar “dois pesos e duas medidas”.

Como informamos em outra matéria, a operação para fatiar a votação e tentar manter a habilitação política de Dilma foi orquestrada por Renan Calheiros. É o presente que ele quer dar a Dilma e ao PT para se manter como o “homem do PMDB” que tem interlocução com todos os grupos e que precisa ser cortejado constantemente por Michel Temer.

 

Texto original de Marcela Mattos e Laryssa Borges – Fonte: Veja

Vídeo: TV Senado

Sigam-me

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ALERTA SOBRE O COVID-19

A epidemia do coronavírus (COVID-19), um VÍRUS CHINÊS, que está em uma rápida evolução, impôs uma situação incomum e perturbadora AO PLANETA e às suas atividades. A nossa equipe ainda tem como principal objetivo manter uma abordagem de notícias como nós sempre fazemos, e por isso estamos introduzindo uma série de mudanças significativas em nossas publicações para explicar essa epidemia que está longe de ser alguma coisa normal. Em vista disso, pedimos a nossos seguidores e leitores que leiam com atenção e isenção as nossas publicações e evitem disseminar a histeria e o pânico entre os demais. Nesse momento crítico atual, tudo o que mais precisamos são de informações confiáveis e de cooperação mútua. FAKE NEWS não são nem um pouco bem vindas, e faremos todo o possível para combatê-las e denunciá-las. Se quiserem informações confiáveis sobre o avanço da epidemia do COVID-19 (Novo Coronavírus) basta clicar no botão abaixo e iremos levá-lo a uma página com informações seguras! Agradecemos desde já a compreensão de todos.