Falando sobre Liberdades Individuais

Quando o uso da liberdade plena de expressão se torna alvo do ativismo autoritário do “politicamente correto” e de fascistas que se auto-denominam “ANTIFAS”…

Nesses momentos tenebrosos, muita gente deve estranhar porque eu não saio mais adicionando pessoas a esmo nos meus perfis de redes sociais, ou porque eu uso o retrato do ilustre Joaquim Nabuco ao invés de minha foto pessoal, porque não uso nome completo já que infelizmente, o Facebook agora exige isso, ou seja, não dá para usar um nome sem usar a identificação – através de documento oficial, não é mesmo, FASCISTAS (ah, é mesmo, eu me esqueci, para eles, nós é quem somos os fascistas, não é mesmo, hipócritas?), porque eu só posto mensagens para amigos e eu até não mando mensagens para alguns (que estão em grupos de restritos)…

Tempos difíceis, onde:

  1. As pessoas não conseguem mais confiar umas nas outras (confiar em que bases?).
  2. As pessoas não sabem mais quem são os que nos rodeiam (amigos ou inimigos?).
  3. A amizade, atualmente, é um conceito muito mais subjetivo e vazio do significado de outrora.
  4. O conceito de liberdade foi tão distorcido e destroçado (Liberdade de ir e vir? Liberdade de expressão ou de imprensa? E ISSO É CRIME AONDE?).
  5. A opinião individual atualmente tende a ser considerada como crime de ódio.
  6. Expor a corrupção e o banditismo agora virou crime e vice-versa.
  7. Amar o próximo é confiná-lo irracionalmente em casa, por causa da mídia extremista, obediente aos sistemas judiciário e legislativo autoritários.
  8. Protestar livremente e de forma patriótica (usando cores e símbolos nacionais) viraram “atos de subversão“!
  9. Atacar patriotas que vestem as cores do país, em atos de vandalismo e selvageria de grupos de “antifas” é julgado como DEMOCRACIA

Vocês acham que eu não tenho motivos de sobra para tentar fazer alguma coisa para me proteger dessa turba irada? Eu preciso tentar me manter anônimo para não virar um alvo potencial, exposto a adversários.

E para quem já sofreu um atentado, que foi disfarçado como uma TENTATIVA DE LATROCÍNIO (da qual não resultou nenhuma perda material para mim, fora a minha dignidade pessoal (por não ter reagido e/ou merecido tal covardia) e quase a minha vida, pelo tiro que eu levei e o quanto de sangue que eu perdi, e sabe-se lá, a troco de que, talvez por conta de minhas opiniões em blog pessoal, à época, contra a escalada constante da violência em nossas cidades…

E agora, mais do que nunca, depois de ser hostilizado, direta ou indiretamente por FAMILIARES e “AMIGOS“, ao longo de 6 anos desde a “reeleição” da Dilma, seu impeachment e tudo o mais, tentando (sem sucesso) me recolocar no mercado de trabalho (e sendo obstruído e impedido, por conta de minhas posições políticas pessoais conservadoras e de direita, e ainda por setores de RH de empresas contaminados em 100% por pessoal de ESQUERDA e SINDICALISTAS!), vocês acham que eu não tenho razões de sobra para tentar, a qualquer custo, manter o meu (SUPOSTO) “ANONIMATO“????

Pensem muito sério nisso!

Olavo de Carvalho não é um “conspiracionista”, como muitos detratores do mesmo afirmam! Nunca fui discípulo dele em nenhuma de suas palestras online e preleções! Infelizmente, a cada dia que se passa, eu me sinto convencido de algumas verdades incômodas, com as quais, de tempos em tempos, ele nos brinda!

Dito isto, peço os poucos amigos, que ainda estão em minha humilde lista de contatos, que reflitam sobre isso:

  1. Quem em suas listas de contatos, é merecedor de total respeito e de plena e total confiança?
  2. Qual de seus contatos, não possui nenhuma conexão com grupos de esquerdistas?
  3. Quais desses contatos são eles próprios de grupos de esquerdistas?
  4. Quais deles ainda estão na sua lista de contatos?
Se algum desses contatos esquerdistas ainda estão em sua lista, desfaçam-se imediatamente da conexão com os mesmos. Só como um conselho útil, o qual vocês me agradecerão!
Já chegamos ao PONTO SEM RETORNO! Estamos naquela situação de onde não há mais volta. Ou se vai adiante, ou quebramos a sociedade!
Devemos excluir pessoas tóxicas como estas do nosso meio de convivência? Sim, essas pessoas nos acusarão de divulgarmos discursos de ódio. Todas elas faceiras, sem sentir o menor pingo de piedade ou empatia. E na primeira oportunidade, nos encaminharão, primeiro a um gulag; depois, o pelotão de fuzilamento
Vocês duvidam? Querem pagar para ver? À vontade! Só um aviso: Eu provavelmente não serei convidado para os vossos enterros – os indigentes, costumeiramente, são despejados em covas rasas e coletivas, em regimes autoritários. Isso acontece sem exceção. Talvez até nos encontremos numa dessas pilhas funestas e fúnebres.
Falando honestamente? Prefiro que não. Eu acho que isso dever ser critério nosso, escolhermos o melhor para todos
Ou não… Escolham com sabedoria!
A Vós Concedo!
Deus Lo Vult!
Sigam-me
Últimos posts por Roberto Teixeira (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *